quinta-feira, 25 de abril de 2013

Portugal vive pior momento desde 1974, diz ex-presidente Mário Soares


Ex-primeiro ministro de Portugal (de 1976 a 1978 e de 1983 a 1985) e ex-presidente da República (de 1986 a 1996), Mário Soares tem sido uma das vozes mais críticas em relação às atuais lideranças europeias e aos políticos no poder em seu país – especialmente devido ao programa de ajustamento econômico que poderá deixar em breve 1 milhão de pessoas sem trabalho.

Quando esteve no poder pela segunda vez, Soares implantou (com o apoio do Fundo Monetário Internacional) um programa de estabilidade financeira para enfrentar déficits na balança de pagamentos, a inflação e o desemprego, que afetaram 350 mil pessoas. Ele considera, entretanto, que, em vez de medidas pontuais, o governo de Pedro Passos Coelho se perdeu em dois anos de austeridade.

Em entrevista à Agência Brasil, Mário Soares fala sobre Portugal dos dias atuais e lembra episódios vividos à época da Revolução dos Cravos, que derrubou o regime ditatorial português e hoje (25) completa 39 anos.

Confira os principais trechos da entrevista:

Nenhum comentário:

Postar um comentário